Cuidados especiais com a pele no outono

Cuidados especiais ajudam a cuidar da pele no outono e na prevenção do câncer. O diagnóstico precoce aumenta as opções com chance total de cura.

Apesar de existirem alguns grupos de risco como pessoas de pele, cabelo e olhos claros, o sol ainda é o maior vilão do câncer de pele em função da radiação UVB. Por isso o uso de protetor solar é um cuidado essencial na prevenção da doença, inclusive no outono.

Pessoas que se queimam com muita facilidade e nunca se bronzeiam ou que já apresentaram queimaduras solares antes dos quinze anos de idade e também tem casos de câncer de pele na família representam grupo de risco e não devem bobear na proteção da pele.

Mesmo quem não faz parte dos grupos de risco também deve tomar cuidado, principalmente com lesões de pele que levam mais de 4 semanas sem cicatrizar, ou que sangram com facilidade. Outra dica importante é sempre observar a planta dos pés — ressalta a dermatologista.

Como sempre, o diagnóstico precoce é fundamental. Dessa forma as opções terapêuticas aumentam, com chance total de cura.

Contudo é melhor não facilitar, é preciso cuidar da pele. Confira algumas dicas e consulte um dermatologista regularmente:

- Proteja diariamente a pele contra os raios solares UVA e UVB, que são extremamente nocivos. Procure produtos com essa dupla função e use-o em todas as áreas expostas ao sol, aplicando o produto duas vezes ao dia.

- Evite o sol entre 10h e 16h, é quando ele é mais perigoso. Se for necessária a exposição, reaplique o protetor solar e procure adotar lenços e chapéus.

- Para os momentos de exposição intensa ao sol — praia, piscina — escolha protetores com o fator de proteção mínimo acima de 30.

- E passe antes de sair de casa, para que a pele vá absorvendo o creme no caminho e a proteção se intensifique, e não se esqueça de reaplicar a cada 3 horas, se mergulhar ou suar demais.

- Adote a ordem correta para aplicar os cremes de tratamento, o hidratante, o protetor solar e a base: o primeiro passo é limpar a pele depois, utilizar o creme (gel ou sérum) de tratamento que também já serve como hidratante e por fim o protetor solar, tendo ou não cor de base na formulação – se não tiver, aplique a base por último.

– Sempre espere algum tempo entre a aplicação de um produto e outro. Geralmente se orienta esperar o produto “secar” na pele, ou seja, não aplicar outro produto por cima com a pele ainda muito úmida para não diminuir sua eficácia.

Atenção, garotas do Sul

A região Sul ainda é um dos principais locais com mais casos de câncer de pele no país, onde as pessoas possuem a pele mais clara. Isso se deve, principalmente, ao fato da colonização europeia. Por esse motivo, o autoexame deve ser realizado com frequência.